1
Cursos de Bonsai
Indisponível - Tecnicas de manutenção de Bonsai

https://www.luso-bonsai.com/post-publicacoes?id_cs_blog_post=28&rewrite=curso-tecnicas-de-manutencao-de-bonsai&category_parent=6

75,00 €
Cursos de Bonsai
Indisponível - Curso Transformação e Aramamento

/post-publicacoes?id_cs_blog_post=58&rewrite=curso-transformacao-e-aramamento&category_parent=42

75,00 €
Mais

Promoções Semanais

Últimas publicações

Comentários recentes

Não existem comentários

Ficha Cultivo - Metasequoia e Taxodium

Ficha Cultivo - Metasequoia e Taxodium

Nome Comum – Cipreste dos Pântanos ou Cipreste Careca (por ser um cipreste de folha caduca)


Nome Científico Metasequoia glyptostroboides e Taxodium Distichum


Caracterização: Pertencem ambas à família das Cupressaceas, sendo a Metasequoia originária da China e o Taxodium do Sudeste Americano, ambas são "parentes" entre si e dos "gigantes" da Natureza vegetal, as Sequoias.

Árvores caducas de grande porte, podendo facilmente atingir os 40 metros de altura, e 3 ou mais metros de diâmetro da base do tronco, a casca é de cor acinzentada, as folhas compostas, sendo pareadas na Metasequoias e alternas no Taxodium.

Na natureza vivem em zonas muito alagadas, na Flórida muitas vezes em pântanos (daí um dos nomes comuns), pelo que temos de ter sempre muita atenção com a rega e com o seu elevado consumo de água.

Localização: No exterior onde apanhem 2 a 3 horas de sol por dia (ideal de manhã ou no final da tarde), protegida de ventos fortes e geadas. A fim de evitar as típicas queimaduras apícais das folhas por desidratação no verão, devemos protege-las das horas de sol forte, dando preferência a exposições solares a nascente ou poente.

Rega: Regar muito abundantemente a terra até sair bastante água pelos furos de drenagem, a fim de humedecer uniformemente o solo, sempre por cima nunca por imersão, com um regador de ralos finos (existem específicos para Bonsai).

Deixar secar muito ligeiramente a camada superficial do solo entre regas, e no Verão manter sempre molhado o solo, quando as folhas caiem devemos passar a deixar secar um pouco mais entre regas (para confirmar se a planta já necessita de água, tocar na terra com os dedos).

Se tiver um prato debaixo do Bonsai, nunca deixe água nenhuma no mesmo (para evitar que as raízes apodreçam).

Não há vantagem em borrifar as folhas, só o faça nos dias em que adube e se o adubo for para aplicação foliar, mas garanta que as mesmas chegam secas á noite para evitar fungos.

Nutrição: De Fevereiro a Outubro, com "Fertilbonsai" e "Biobonsai", são plantas de grande crescimento, pelo que a adubação deve ser regular, agradam-lhe pelo menos 2 aplicações de "Rhizabonsai" ano, uma no transplante (ou em Abril) outra no pós Verão (Setembro).

Poda: Acima de um par de folhas, devolvendo a forma, normalmente na poda de formação de Inverno, poda-se forte voltando ao "básico" pois eles têm um crescimento muito vigoroso, normalmente consegue-se facilmente manter a forma fazendo "Metsumi" com os dedos nos brotes novos que nascem.

Transplante: Com "TerraBonsai-Folhosas" pois embora sejam coníferas, necessitam de muita retenção de humidade e "RhizaBonsai" em Janeiro/Fevereiro antes da brotação.

Aramamento: Do Final do Outono ao início da Primavera, após a queda das folhas, pois torna-se mais fácil aramar nessa altura, dado o rápido crescimento e engrossamento do tronco devemos ter cuidado para os arames não vincarem.

0 Comentário
Essential SSL